O Secretário-geral adjunto do PS, José Luís Carneiro, destacou ontem a importância da Universidade do Porto (UP) como “um dos mais importantes” motores de desenvolvimento económico da região, defendendo que as dimensões de “aprofundamento de saber” e das sinergias que daí resultam deveriam ser melhor potenciadas pela autarquia.O ‘número dois’ da direção socialista manteve na segunda-feira, no Porto, uma reunião com o reitor da instituição, António de Sousa Pereira, que incidiu sobre temas relacionados com o ensino superior, a importância do conhecimento científico, da investigação e da inovação, assim como sobre a transferência de conhecimento para a sociedade e a economia.No final do encontro, que decorreu na Reitoria da Universidade, José Luís Carneiro recordou, ainda, a importância da instituição durante a pandemia de Covid-19, salientando, ainda, que a mesma tem mais de 6.000 alunos internacionais que são “vitais” para o comércio, alojamento e restauração.Um motivo acrescido, reforçou, para que a Câmara Municipal do Porto possa criar condições para estes mesmos alunos conhecerem e vivenciarem o território, tornando-os numa “espécie de diplomatas” da cidade e da região.O dirigente socialista destacou, igualmente, que as autarquias são decisivas na articulação com o Governo para relançar a economia e as condições de vida das populações, apontando que o PS estará à altura deste desígnio no próximo ciclo autárquico, no Porto e em qualquer outro concelho do país.“O PS vai a jogo para ganhar”Interpelado pelos jornalistas sobre as recentes declarações do líder do PSD em relação ao combate eleitoral no município do Porto, o Secretário-geral adjunto socialista apontou que as mesmas apenas demonstram que Rui Rio “não está confortável com a escolha que fez”, contrapondo que o PS, como “grande partido” que é, quando vai a eleições vai para ganhar, ambição que é transversal a todas as câmaras do país.“Mostra que o PSD não está confortável com a escolha que fez e está com medo do candidato ou candidata que venha a aparecer do PS”, apontou José Luís Carneiro, sublinhando que este é um processo que está a ser bem preparado pelos socialistas: “O diálogo com a estrutura local e federativa tem sido frutífero e, portanto, sairá uma equipa mobilizada para servir a região e concelho”.“O PS quando vai a jogo vai para ganhar”, reforçou.